Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ELE DIZ

Coisas do Social, Internet e Media! Humor Q.B.

ELE DIZ

Coisas do Social, Internet e Media! Humor Q.B.

Cara Bruna Real...

...tenho de lhe dizer que a sua chegada a este blogue alterou completamente a rotina aqui do meu cantinho.
Eu que estou habituado a ter isto tudo arrumadinho, de um momento para o outro dou por mim a ter aqui dezenas de pessoas ao mesmo tempo.
Sim eu sei que quando se faz SEO para um post destes, optimizando cada palavra, cada meta tag, é normal que apareçam aqui os piolhos, parasitas dessa internet que procuram com toda a verocidade carne para se alimentarem, talvez até seja sangue! Se falar aqui que tenho fotos do próximo filme dos vampiros, aqueles caramelos pintados de branco, vocês sabem aqueles que ficam com um ar branco estupido e pelos quais as pitas deste mundo arrancam cabelos quando os vêm tal é o desespero de darem uma com eles.
Cara Bruna real, as suas fotos deixaram os fetiches dos portugueses ao rubro, quem nunca sonhou comer uma professora assim? Diria que 99% dos portugueses ainda têm o sonho de comerem a professora, mesmo que depois não passe disso mesmo, ou seja de um sonho, apenas um sonho.
Quero lhe dizer que se disser aqui que tenho fotos novas  da professora de Mirandela, a tal da playboy, vou ter aqui mais uns quantos vagabundos, que a querem ver ao desnudo, mas eu não lhe vou permitir.
O google nestas coisas é fraquinho, acha que por dizer que tenho cá, é porque tenho mesmo, mas no fundo apenas o tento enganar, coitado não pensa, ainda é jovem!
Pronto agora que já lancei o isco, venham mais visitantes para animar aqui o burgo.
Deixa-me procurar uma foto para não me insultarem muito, convém deixar aqui um osso.

Professora Bruna Real de Mirandela - A das Fotos na Playboy

Depois do Filme "Mães de Bragança", estreia agora
um novo filme da "Alheira de Mirandela Produções".
Todos já devem ter visto as noticias que passaram todo o dia da tal professora de Mirandela que se despiu para a Playboy. Basta percorrer um pouco a web escrita em português de Portugal, para ver que a opinião geral neste meio de comunicação é unânime, foi muito mal feito esta posição da câmara Municipal de Mirandela de suspender a professora, ninguém tem nada com o que a senhora faz fora da escola, não roubou, não cometeu nenhum crime. Desde que a acumulação de ordenado. seja compatível com a carreira docente. ninguém tem nada a ver com o que a senhora faz fora da escola.
Porém a visão geral que temos na net é enviesada, não é a visão geral dos portugueses, a net, especialmente o mundo dos blogues, é a elite intelectual portuguesa mais liberal, a que tem acesso a mais informação! Não diria cultura, porque essa nem sempre está presente, mas é a camada da população mais aberta na mentalidade. Isto para dizer, meu caros, não lancem assim tantos tiros contra populações que têm menos acesso a informação, formação e que vivem em regiões nas quais os dinheiros públicos tendem a não chegar, nas quais pouco ou nada se investe, e assim sendo é natural um desequilíbrio de acesso a informação e como tal é mais complicado lá ter uma mente mais aberta.

A culpa não é daquelas pessoas, mas sim da nossa pseudo-elite cultural que continua a enfiar todo o dinheiro na faixa litoral, com a desculpa que aí é que estão as pessoas... Mas porque é que um cidadão de Mirandela tem de ser tão culto como um lisboeta que tem tudo e mesmo assim continua burro que nem uma porta? O mesmo lisboeta que vai em massa apoiar o senhor Bento XVI o tal que disse que o preservativo não devia ser usado em África pois não é uma solução para nada...


Vamos lá ter calma e pensar que um país que não dá aos seus cidadãos acesso a uma formação de igual modo distribuída harmoniosamente por todo o território, não pode exigir de igual modo mente aberta de todos, especialmente daqueles que menos apoia.

Já agora, se são assim tão mente aberta atirem lá a primeira pedra se nunca julgaram ninguém que apareceu na Playboy... ou em semelhantes...

Foi mal feito, mas o dedo tem de ser apontado apenas a quem a expulsou da escola, e não a uma região.