Auto-terrorismo cardíaco

Confesso que tenho uma forma estranha de lidar com o meu coração, não acredito naquelas lenga-lengas de que o tempo cura tudo e que é apenas preciso ter calma para que as feridas do passado se curem por obra e graça do espírito santo.
Tenho uma forma estranha de lidar com o meu coração, bombardeio-o com sentimentos, o mais loucos possíveis para que a dor provocada por estes, seja mais forte do que a dor de que padece. Esperando assim que esta passe despercebida, na esperança de que se matar o meu coração de uma vês por todas, ele perca até a sensibilidade de sentir as suas feridas.

Publicar um comentário

3 Comentários

  1. Esta faz-me lembrar o tipo que dava marteladas na cabeça, porque nos intervalos sentia um grande alívio. eheheh

    ResponderEliminar
  2. Está muito bom! "Esperando assim que esta passe despercebida, na esperança de que se matar o meu coração de uma vês por todas, ele perca até a sensibilidade de sentir as suas feridas." Melhor frase do dia!

    ResponderEliminar
Emoji
(y)
:)
:(
hihi
:-)
:D
=D
:-d
;(
;-(
@-)
:P
:o
:>)
(o)
:p
(p)
:-s
(m)
8-)
:-t
:-b
b-(
:-#
=p~
x-)
(k)